A antecipação de recebíveis é um recurso que muitas operadoras de máquinas de cartão oferecem aos seus clientes. Ela permite que os empreendedores recebam com antecedência os valores dos pagamentos de clientes que tenham sido realizados no cartão de crédito – em muitos casos, também na função débito.

Normalmente, o empresário deve esperar cerca de um mês para receber o dinheiro de uma venda feita no cartão de crédito à vista, por exemplo. Caso opte por antecipar o recebimento, ele pode ter acesso ao valor de forma imediata ou quase isso. Há muitas situações em que isso pode ser vantajoso. No entanto, antes de considerar essa possibilidade, é importante entender o custo disso.

Mulher em loja de roupas lendo taxa de antecipação

É importante ler com cuidado as regras da taxa de antecipação

As empresas cobram para adiantar pagamentos aos clientes de maquininhas de cartão. Cada operadora pode oferecer opções específicas e preços variados por esse serviço. Portanto, é importante compreender as características gerais da taxa de antecipação, bem como algumas diferenças que existem entre as principais operadoras.

Neste artigo, explicamos o que é taxa de antecipação e quais são os principais tipos de antecipação disponíveis no mercado. Além disso, mostramos como calcular a taxa de antecipação, com alguns exemplos das principais operadoras. Por fim, explicamos o que as novas maquininhas de cartão, como os modelos PagSeguro, oferecem de diferente para seus clientes nesse sentido.

O que é taxa de antecipação

A taxa de antecipação é uma taxa de desconto que as operadoras de máquinas de cartão cobram de clientes pelo adiantamento de pagamentos. Ela funciona como uma taxa de desconto simples. Ou seja, diferentemente de um empréstimo bancário, não se trata de uma composição de taxas com Custo Efetivo Total (CET), que leva em conta diversos encargos e despesas relativas a operações de crédito.

A taxa de antecipação é considerada simples porque leva em conta apenas a quantidade de dias de uma antecipação. Quanto antes o empreendedor quiser receber o valor de uma parcela, maior será o desconto praticado pela operadora, conforme a taxa de antecipação vigente em contrato.

Tipos de antecipação

As operadoras de máquinas de cartão costumam oferecer mais de um formato de antecipação de recebíveis. Porém, nem sempre há todas as opções disponíveis.

Além disso, as taxas cobradas podem variar conforme o caso. Isso depende da empresa que provém as maquininhas e do contrato que ela costuma oferecer aos clientes. Em muitos casos, a taxa de antecipação é negociada diretamente com o empresário.

De qualquer forma, é importante entender que há pelo menos duas formas de antecipação quanto ao valor requisitado pelo cliente:

  • Parcial: antecipação de uma ou mais parcelas do pagamento. Por exemplo, o empresário pode antecipar apenas uma parcela de uma venda paga em cinco vezes pelo cliente.
  • Integral: antecipação do valor total de uma transação. Neste caso, o empresário pede para receber todo o dinheiro de uma só vez.

A taxa cobrada por esse tipo de serviço incide de forma mais agressiva sobre um pagamento integral. Afinal, nesse caso, o empresário pode antecipar o recebimento de parcelas que, dependendo do caso, só seriam pagas depois de muitos meses.

Outra diferença pode ocorrer em relação à frequência dos pagamentos antecipados:

  • Pontual: antecipação solicitada para um pagamento específico. Ou seja, o empresário faz o pedido após a realização da venda.
  • Automática: antecipação programada de forma periódica. Disponível em muitas operadoras de máquinas de cartão, permite ao empresário configurar a antecipação regular de recebíveis (de forma diária, quinzenal ou mensal).

Os modelos de antecipação disponíveis podem variar ainda mais, com produtos diferentes sendo oferecidos por uma empresa ou outra. No entanto, esses tipos refletem os formatos mais comuns no mercado.

Diferenças nas taxas de antecipação

A forma de cálculo da taxa de antecipação pode variar bastante de acordo com a empresa que oferece essa opção, e não existe uma forma intrinsecamente melhor. A escolha de cada usuário deve levar em conta preferências e necessidades em particular para a utilização desse recurso.

Por exemplo, uma operadora pode oferecer taxas de antecipação mais baixas, mas com prazo maior para pagar após o pedido. Em vez de receber imediatamente o dinheiro, neste caso, você pode ter que esperar um ou dois dias. Esse é o caso da SumUp, que cobra 4,60% + 1,50% por parcela (uma taxa extremamente competitiva), mas libera o saldo um dia útil após a solicitação.

Calculadora e dinheiro paa cálculo de taxa de antecipação

Há diversas formas de calcular a taxa de antecipação

O fato de muitas antecipações estarem relacionadas a pagamentos parcelados também influencia as taxas. Quanto mais parcelas, maior o risco assumido pelas operadoras ao adiantar pagamentos. Portanto, é comum que muitas delas acrescentem uma taxa relativa ao número de parcelas. Dependendo do perfil dos pagamentos que você recebe, isso pode ter um grande impacto sobre seus custos de antecipação.

Por fim, as diferenças nos formatos e valores da taxa de antecipação podem ocorrer dentro de uma mesma operadora de máquinas de cartão. Essa segmentação de clientes pela empresa pode se dar, inclusive, via negociação direta. Caso você não saiba ou não lembre da taxa praticada pela sua operadora, consulte o contrato em vigor e, se julgar necessário, entre em contato com a empresa para tirar dúvidas.

Como calcular taxas de antecipação

Saber como calcular taxas de antecipação é essencial para decidir se vale a pena ou não usar esse recurso. Por isso, daremos um exemplo de qual seria o desconto pela antecipação de um pagamento pela Cielo. Neste exemplo, usamos a taxa inicial cobrada pela empresa, de 3,25%/mês.

Digamos que você tenha feito uma venda no crédito à vista, em uma vez. Neste caso, se a venda (já descontada a taxa administrativa) tenha sido de R$1.000,00 e você quiser receber com 30 dias de antecedência esse valor, terá um custo de R$32,50. Ou seja, em vez de R$1.000,00, receberá R$967,50.

No entanto, quanto mais próximo da data do pagamento for o seu pedido de antecipação, menor será o desconto. Mantendo a mesma taxa de 3,25%/mês da Cielo, mas alterando o exemplo para 15 dias de antecedência do recebimento, o desconto passa a ser de R$16,25.

Como isso é calculado? Simples. Basta dividir a taxa de antecipação por 30 e multiplicá-la pelo número de dias da antecipação real. Ou seja:

3,25% / 30 = 0,1083

0,1083 x 15 = 1,625%

Neste caso, 1,625% passa a ser a taxa da antecipação relativa a 15 dias. Então, é só descontá-la do valor original:

R$1.000,00 – 1,625% (R$16,25) = R$983,75

Caso o pagamento de R$1.000,00 tenha sido parcelado em duas vezes pelo cliente, isso significa um desconto ainda maior. Afinal, o vendedor estará antecipando um valor em 30 dias e o outro em 60 dias. Ou seja, a lógica do exemplo anterior se inverte e a taxa aplicada passa a ser 2x maior (em vez de 2x menor) para a segunda parcela do pagamento.

Ou seja, o vendedor terá os seguintes descontos:

  • Primeira parcela: R$500 – 3,25% (30 dias) = R$483,75
  • Segunda parcela: R$500 – 6,50% (60 dias) = R$467,75
  • Valor total recebido: R$483,75 + R$467,75 = R$951,25

Na prática, porém, as operadoras costumam tornar as coisas um pouco mais sofisticadas em relação aos pagamentos parcelados. Em vez de cobrar uma taxa fixa, elas têm taxas que variam conforme o número de parcelas. A seguir, explicamos isso melhor.

Taxa inicial + taxa por parcela

Neste caso, além da taxa básica de desconto, é cobrada uma taxa extra conforme o número de parcelas. No caso da SumUp, por exemplo, vamos considerar as seguintes taxas:

4,60% (taxa inicial) + 1,50% (por parcela)

Isso significa que é somado 1,50% à taxa inicial a cada parcela superior a 1x. Ou seja, as taxas cobradas seriam as seguintes:

  • Uma parcela: 4,60%
  • Duas parcelas: 6,10%
  • Três parcelas: 7,60%
  • Quatro parcelas: 9,10%
  • Cinco parcelas: 10,60%

E assim por diante…

Taxa inicial + taxa tabelada

Outras empresas, no entanto, podem preferir cobrar taxas específicas conforme o número de parcelas (meses). A diferença, para o caso anterior, é que a operadora pode adotar uma taxa variável, em vez de uma taxa fixa multiplicada pelo número de parcelas.

É isso que você encontra nas máquinas de cartão Mercado Pago faz, por exemplo. A empresa cobra 3,60% como taxa inicial, à qual adiciona valores fixos conforme o número de parcelas. No entanto, esses valores não são aleatórios. Eles diminuem, conforme aumenta a quantidade de parcelas acima de três. Por exemplo:

  • Uma parcela: 3,60% + 0,00% = 3,60%
  • Duas parcelas: 3,60% + 0,49% = 4,09%
  • Três parcelas: 4,09% + 1,32% = 5,41%
  • Quatro parcelas: 5,41% + 1,29% = 6,70%
  • Cinco parcelas: 6,70% + 1,26% = 7,96%

Essa é uma estratégia específica para tornar a empresa competitiva em taxas de antecipação com número alto de parcelas. Assim como o Mercado Pago, outras empresas adotam modelos próprios para competir em diferentes segmentos. No entanto, esses modelos podem tornar mais difícil a compreensão e a comparação entre diferentes taxas de antecipação.