A alimentação fora de casa é parte da rotina de milhões de brasileiros, especialmente de quem vive nas grandes cidades, onde voltar para casa para almoçar é praticamente impossível.

Apesar de não ser obrigatório por lei, muitas empresas oferecem o benefício de uma refeição por dia aos funcionários, por meio de vales ou vouchers, observando as normas do Programa de Alimentação do Trabalho (PAT). O valor é definido em convenções coletivas ou no contrato de trabalho, e o desconto na folha salarial do empregado é limitado a 20% do total.

Além dos vales alimentação e refeição, há também os de combustível, cultura e presente, sendo que os dois primeiros são os mais utilizados. Veja a seguir qual a diferença entre eles, como você pode aceitá-los e quais as diferenças entre os principais fornecedores do setor.

Vale-refeição ou vale-alimentação?

Antes feitos em papel, os vales hoje são cartões semelhantes aos de crédito ou débito, carregados mensalmente e aceitos em várias das maquininhas de pagamento.

Com milhões de pessoas se alimentando fora de casa, você pode perder vendas caso trabalhe com comida e não aceite nenhum vale-refeição ou vale-alimentação.

Mas, antes de solicitar o cadastramento do seu estabelecimento em uma das empresas fornecedoras dos cartões, você deve verificar em qual das duas categorias você se encaixa.

O vale-refeição:

  • O que é: serve para custar refeições prontas, como almoço e jantar.

  • Quem pode aceitar: só estão credenciados a receber esse meio de pagamento os estabelecimentos que forneçam este tipo de alimento, como restaurantes, cafeterias, lanchonetes, bares e padarias.

O vale-alimentação:

  • O que é: tem como finalidade a compra de alimentos diversos, que não precisam estar necessariamente prontos.

  • Quem pode aceitar: estabelecimentos como supermercados, mercearias e padarias que não servem refeições podem se habilitar para receber esse benefício como forma de pagamento.

Agora que você já sabe a diferença entre eles, veja abaixo os principais fornecedores, em que máquinas de cartão eles podem ser aceitos, e como habilitar a sua.

Principais Vouchers
VoucherAceito pelas empresas:
Logomarca AleloCielo, PagSeguro, Rede, Stone, Getnet, Safrapay, Vero, Globalpayments, Stelo, Bin, Sicredi, Sipag
Cielo, PagSeguro, Rede, Stone, Getnet, Safrapay, Bin, Sicredi, Sigpag, Credicard
Cielo, PagSeguro, Rede, Stone, Getnet, Vero, Elavon, Software Express, iFood, Liv Up, Onyo
Cielo, PagSeguro, Rede, Stone, Getnet, Safrapay, Vero, Globalpayments
Logo Up PlanPagSeguro, Getnet*

* relação completa das soluções de pagamento compatíveis apenas sob consulta

Alelo: o mais aceito

O Alelo é a principal fornecedora de vales-refeição e alimentação do país. O cartão dessa empresa é aceito em cerca de 500 mil estabelecimentos e está presente em todos os municípios do Brasil, segundo a Alelo. O cartão pode ser habilitado na maioria das maquininhas de cartão do mercado.

No site da Alelo, é possível fazer a habilitação automática para as máquinas da Cielo, Stelo, Stone e Vero. Para aceitar o cartão com Bin, Getnet, Globalpayments, PagSeguro, Rede, Safrapay, Sicredi e Sipag é preciso habilitar com os fornecedores das respectivas maquininhas. O PagSeguro, por exemplo, disponibiliza a habilitação em seu site, na área logada do lojista.

Ticket cria cupons de desconto

Se você tem uma máquina da Cielo, Stone, Bin, Getnet, Sicredi, Credicard, Sigpag, PagSeguro, Rede ou Safrapay você pode aceitar os cartões da Ticket. O credenciamento é 100% online e a aprovação é feita em até 10 dias.

A fornecedora permite que o estabelecimento credenciado crie cupons de desconto para incentivar o consumo dos clientes.

Sodexo tem vale-refeição e alimentação

Empresa de origem francesa, a Sodexo está há mais de 50 anos no Brasil e também fornece os dois tipos de cartões. Cerca de 90% dos estabelecimentos credenciados são empresas de pequeno e médio porte.

As máquinas da Cielo, Rede, Getnet, PagSeguro, Stone, Safrapay, Globalpayments e Vero estão credenciadas a aceitá-los.

Ilustração com fundo azul da máquina Cielo banda larga

Máquinas de cartão Cielo aceitam os principais vouchers

Ao fazer o seu cadastro no site, a Sodexo irá solicitar o código de afiliação da sua maquininha caso elas sejam Rede ou Cielo. Veja aqui como fazer a configuração em equipamentos com sistema POS ou TEF.

VR Benefícios é aceito em várias máquinas

Você também pode contratar tanto o vale-refeição quanto o vale-alimentação pela VR e fazer o controle de suas vendas 100% online, inclusive pelo aplicativo.

Máquinas da Cielo, Getnet, Stone, PagSeguro, Rede, Banrisul Vero, Elavon e Software Express podem ser habilitadas para aceitar VR. O vale também é aceito por aplicativos de entrega de comida, entre ele iFood, Liv Up e Onyo.

Up Plan: a novidade do setor

A fusão de três pequenos administradores de vales – Plan, Vale Mais e Policard – deu origem à Plan Up, uma marca francesa presente em vários países e uma das principais fornecedoras globais de benefícios. E esta cuida do Up Plan.

É importante perguntar aos clientes quais vouchers eles usam antes de fechar negócio

No Brasil, ela ainda não tem a abrangência das concorrentes. Para o comerciante, porém, isso pode ser uma vantagem, pois as taxas tendem a ser menores.

A habilitação nas máquinas de pagamento varia caso a caso. No PagSeguro, é automática; na Getnet é preciso entrar em contato com a Up Plan.

Para consultar a relação completa das soluções de pagamento compatíveis e como fazer a habilitação em cada uma também é preciso consultar a empresa.

Como se cadastrar junto aos fornecedores

Cumprida a etapa da escolha dos fornecedores dos vales, é necessário preencher um cadastro online e aguardar o contato da empresa.

Para fazer o cadastro, os requerimentos são basicamente os mesmos nas principais empresas do mercado: ter CNPJ cadastrado na área de alimentação ou refeição e possuir registro CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) elegível ao tipo de voucher que pretende aceitar.

A Ticket informa em seu site que é possível solicitar o contrato social, o certificado de Microempreendedor Individual (MEI) ou o requerimento de empresário no caso de informações divergentes.

500 mil

é o número de estabelecimentos em todo o Brasil que aceita o cartão Alelo

Taxas variam caso a caso

É apenas por meio do representante que você irá conhecer as condições aplicáveis à sua empresa, pois as taxas e benefícios desses cartões variam e não estão disponíveis para consulta.

Algumas empresas costumam oferecer isenção da taxa de contrato, outras preferem cobrar um valor mensal ou anual. As taxas têm, em geral, valores semelhantes às do cartão de crédito. Por isso é recomendável que você faça o cadastro inicial em mais de uma empresa para comparar as condições contratuais antes de fechar negócio.

Faça as contas

Se você trabalha com alimentação, é muito provável que você aumente seu faturamento se passar a aceitar os vales refeição e alimentação.

Porém, não tome nenhuma decisão antes de fazer as contas e se certificar do impacto que as taxas cobradas pela fornecedora terão no seu orçamento.

Vale lembrar também que existem outras empresas menores e com presença em apenas alguns estados e cidades, mas que podem ser justamente a melhor opção para o seu estabelecimento. Por isso, pergunte aos seus clientes quais cartões-refeição e alimentação eles usam antes de fechar negócio.

Quer receber cartão sem vale-refeição?