A resposta para a pergunta acima é simples: sim e não. Depende. E vamos explicar o porquê.

Ter ou não ter mais de uma maquininha de cartão é um questionamento tem se tornado frequente no Reclame Aqui e em fóruns de discussão sobre pagamentos móveis, por isso resolvemos esclarecer  essa dúvida.

Só que, para isso, é preciso antes entender qual o objetivo esperado e o que exatamente a pessoa interessada nesta solução quer fazer. Assim:

Quero aceitar mais cartões

Se o seu objetivo é aceitar o maior número possível de cartões, pode fazer sentido você querer ter mais de uma maquininha de cartão. Nenhuma delas atende a todos os cartões existentes do mercado, então ter mais de um pode parecer a solução correta para oferecer mais opções para seus clientes.

Neste caso, para começo de conversa, fique atento às taxas envolvidas nessa alternativa. Se um dos leitores de cartão escolhido cobrar taxa mensal, por exemplo, você pode acabar tendo prejuízo na luta por oferecer cartões que vão ser pouco utilizados pelos seus clientes.

A melhor estratégia é, geralmente, oferecer as bandeiras preferidas de seu público-alvo e tentar receber o restante de outra forma.

Além disso, todos os leitores de cartão aceitam Visa e Mastercard, os cartões mais populares, por isso as chances de você não fechar uma venda por conta de não ter determinada bandeira são mínimas.

Ou seja, nada impede que você aceite todos os cartões disponíveis  no mercado, mas, via de regra, isso é desnecessário e custa caro.

Quero oferecer taxas diferentes

Se por alguma estratégia específica administrativa ou de marketing, você acha que é interessante calcular custos diferentes para produtos diferentes, ou mesmo para clientes diferentes, saiba que isso dificilmente é uma boa ideia.

A clientela não é boba, tem amigos, e sabe fazer contas, e vai perceber que a matemática não está batendo. E essa prática pode ser considerada como discriminatória e trazer problemas com o Procon.

HOem de terno jogando notas de dinheiro para cima

Ter dois leitores de cartão pode não ser a melhor forma de ganhar dinheiro

E, no caso de produtos diferentes, é  correto pensar que produtos mais sofisticados têm custos mais altos, mas essa diferença provavelmente já está embutida no seu preço de venda.

Assim, identifique qual taxa é a mais conveniente e justa para o seu negócio como o todo, e que não irá deixá-lo vender o mesmo produto mais caro que a concorrência. E contrate apenas este serviço de pagamento móvel. Mas, sim, você pode repassar a taxa para o cliente.

Quero ampliar meu limite de transação

Por conta de medidas definidas pela legislação brasileira e pelas operadores de cartões de crédito, as empresas fornecedoras de leitores de cartão precisam criar certas restrições. Assim, por uma questão de segurança e com o objetivo de evitar lavagem de dinheiro e outras atividades criminosas, limites de transação diário e anual são impostos por essas empresas.

Pessoas físicas tem limites de transação mais baixos que os de pessoas jurídicas, pois é esperado que elas faturem menos. Assim, isso pode se tornar um problema para você, caso comece a vender valores muito altos da noite para o dia. E pode ser que daí tenha surgido a sua ideia de ter dois leitores de cartão, para “dobrar” o seu limite de transação.

iZettle Lite e Pro ao lado de celular e tablet com app

No entanto, essa solução, além de poder ser considerada como desonesta, pode não funcionar e já no curto prazo. As empresas de leitores de cartão informam regularmente todas as transações feitas para a Receita Federal brasileira, a qual analisa os dados com bastante rigor.

E, mesmo que você tenha dois leitores de cartão, o seu CPF será o mesmo nos dois, e, eventualmente, a operação será identificada pelos órgãos competentes, os quais podem suspeitar da legitimidade de sua atividade.

Mais fácil é conversar com o atendimento ao consumidor do seu leitor de cartão preferido, e solicitar o aumento de seu limite de transação. Haverá uma certa burocracia, e alguma espera, mas no fim das contas, tudo volta ao normal. Assim, fique atento à saúde e crescimento do seu negócio por meio dos relatórios de vendas de seus aplicativos para fazer esse pedido com o máximo de atendimento possível.

Dois leitores pesam muito mais

Se você decidiu adquirir um leitor de cartão móvel, é bem provável que trabalhe nas ruas ou porta a porta. E, possivelmente, você já anda com uma mala cheia de produtos ou de catálogos, além de cartões de visita, blocos de anotações, e outros itens da sua loja ou serviço andante.

Consequentemente, se um leitor de cartão já é um peso extra em meio a isso tudo, imagine dois aparelhos. Isso sem falar na falta de praticidade. Que tal, então, escolher um só?

Quero usar o leitor de um e o app de outro

Essa é outra ideia que passa pela cabeça de muita gente. Alguns leitores contam com aplicativos bem mais completos, como o iZettle e Zoop Mobile, mas nem sempre tem os leitores mais baratos do mercado. E aí o vendedor pensa em comprar um leitor de preço mais acessível e baixar o aplicativo gratuito do outro.

Só que isso não vai funcionar.

O aplicativo é específico, e só funciona corretamente com o leitor para o qual ele foi desenvolvido. Você poderá sim, baixar o app, mas apenas com o obejtivo de testá-lo e conhecer as suas funcionalidades – como a galeria de fotos, uma ótima ferramenta para pequenos empreendedores.

Por isso, se você acredita que um aplicativo com mais funcionalidades agreagará valor ao seu negócio, terá que invistir também no leitor para o qual ele foi criado.

Quero um outro leitor para o meu sócio

Aí pode sim. Desde que estes sejam da mesma empresa, tanto você quanto o seu sócio, ou sua equipe de vendas, podem usar diferentes leitores de cartão e ter o resultados das vendas integradas no mesmo relatório. Para isso, busque por leitores de cartão que oferecem subcontas para equipes de uma empresa.

E, para começar a sua jornada rumo a escolha do seu leitor de cartão para celular, leia o nosso artigo: 10 perguntas para se fazer antes de comprar um leitor de cartão ou vá direto para a nossa lista de opções de leitores móveis disponíveis no mercado.