Quem está começando no mundo dos negócios, especialmente na área de vendas, sabe que é preciso aceitar cartão de crédito e débito – se você ainda tem alguma dúvida sobre isso, leia esse artigo aqui.

Mas, hoje em dia, é possível optar entre um leitor de cartão para celular e uma máquina tradicional, e isso pode estar deixando muitos novos empreendedores com dúvidas sobre qual a melhor escolha a fazer.

Assim, para facilitar a sua vida, veja a seguir as razões pelas quais cada uma destas opções pode ser a melhor para você:

Leitor de cartão: o melhor para micro e pequenas empresas, pessoas físicas e autônomos

Se você é pessoa física, autônomo, profissional liberal, micro ou pequeno empreendedor já deve ter percebido que as dificuldades são muitas para que você possa contratar uma máquina de cartão tradicional, como as da Cielo, Santander ou Rede.

A burocracia é grande e, possivelmente, você não irá atender a todas as exigências. Além disso, é preciso pagar mensalidades, taxas de aluguel, e lidar com contratos com operadoras de cartão de crédito diretamente, em alguns casos.

E o fato é que você não tem a menor ideia de quanto venderá por mês, e não se sente nem um pouco tranquilo ao ter que reservar parte do seu já pequeno faturamento para pagar custos fixos – o terror de qualquer novo empresário.

Se essa é a sua situação, com certeza, ficará feliz em saber que com a grande maioria dos leitores de cartão para celular:

  • Você só paga pelo que vende.

  • Os saldos são liberados em sua conta corrente com rapidez, inclusive em 2, ou mesmo 1 dia útil, a depender da empresa.

  • Como o nome diz, são móveis, você pode vender onde seu cliente estiver, usando a conexão com a internet de seu celular ou tablet.

  • Funcionam com um número extenso de celulares e tablets Androids e iOS (iPhone, iPad).

  • Aceitam conta corrente pessoa física para cadastro; alguns também aceitam conta poupança.

  • O cadastro é simples, e pode ser feito online em muitos casos.

  • As taxas de transação cobradas são fáceis de entender, e seguem padrões simples.

  • Conta com aplicativos que facilitam a sua vida, e, em alguns casos, trazem funcionalidades extras, como galeria de imagens, e suporte a inventário e contabilidade.

Mulher pagando compras com cartão

Máquina de cartão: a preferida das grandes lojas e serviços

Se você já vai começar grande, ou, por exemplo, se está investindo em uma franquia, é bem possível que adquirir uma máquina tradicional de cartão de crédito e débito não será um problema para você. Ainda que a burocracia exista, o seu volume de vendas, reputação de mercado, e experiência empresarial tornará o processo bem mais fácil.

Veja as vantagens deste tipo de solução:

  • Aceitam um número bem maior de cartões de crédito, débito, voucher, refeição, e crediário.

  • Dispensam o uso de celulares e tablets.

  • Contam com limites de transação diária bem mais altos.

  • Aceitam cartões de chip e senha, tarja magnética, e muitas já contam com tecnologia NFC ou contactless.

  • São multiterminais: uma fica no caixa, e outras podem circular com seus vendedores e entregadores.

  • As taxas de transação podem ser menores do que as do leitor de cartão, a depender do seu tipo de negócio.

  • Se o seu volume de vendas for alto, é possível negociar taxas mais atrativas com a empresa credenciadora.

Assim, fica claro que o tipo de solução a ser escolhida será aquela que melhor se adequa ao perfil e ao porte do seu empreendimento. E, caso a sua escolha fique com os leitores de cartão para celular, conheça as opções disponíveis no Brasil neste artigo aqui. Já se a sua preferência for pelo tradicional, descubra como adquirir uma máquina de cartão aqui.