Muito empreendedores sentem a necessidade de abrir uma conta jurídica como parte essencial de uma vida financeira saudável. Também chamada de conta empresarial ou conta PJ, ela traz diversas vantagens, mas também significa um trabalho a mais, em conjunto com a manutenção da própria conta pessoal.

Se para você esse é um termo desconhecido, vamos explicar o que é conta jurídica (PJ), o que é preciso para abrir uma e quais as diferenças que ela possui em relação à uma conta de pessoa física.

Afinal, o que é conta jurídica?

Uma conta jurídica (também chamada de conta empresa ou conta pessoa jurídica) é uma conta bancária com serviços e pacotes específicos para empresas públicas ou privadas com CNPJ.

As contas para pessoas jurídicas têm direitos e obrigações específicos e possuem uma “personalidade jurídica”. Os extratos financeiros são usados na contabilidade e pagamento de impostos, por exemplo.

Quem pode ter uma conta jurídica?

Basicamente, todos que possuem um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) podem ter uma conta jurídica. Por exemplo:

  • Empresas
  • ONGs
  • Partidos políticos
  • Sociedades
  • MEI
  • Fundações
  • Clínicas Médicas
  • Igrejas

Que documentos são necessários para conta empresarial?

Basicamente, se você deseja abrir uma conta empresarial, as seguintes informações e documentos são solicitados:

  • CPF e RG (do proprietário ou sócios)
  • CNPJ da empresa
  • Número da Inscrição Estadual
  • Comprovante de endereço
  • Declaração de Imposto de Renda (proprietário ou sócio)
  • Escritura de bens imóveis
  • Documentação de bens móveis
  • Contrato social e alterações
  • Comprovante de faturamento dos últimos 12 meses, assinado pelo contador da empresa

Alguns bancos podem solicitar um número menor ou maior de documentos. Mas, via de regra, todos os citados acima costumam ser solicitados na abertura da conta PJ.

Qual a diferença entre conta jurídica e conta pessoa física?

Embora cada banco e fintech estabeleçam suas diferenças entre seus produtos, existem características comuns entre esses dois tipos de conta. Mas, a diferença básica é que a conta pessoa física é aberta com um CPF e a jurídica é atrelada ao CNPJ da empresa.

Ter uma conta jurídica separada da conta pessoal, é indicada, especialmente, para evitar a confusão patrimonial entre bens pessoais e empresariais. Isso facilita a contabilidade, deixando tudo organizado para o pagamento de impostos e acompanhamento financeiro, entre outras vantagens.

Cartão de crédito e máquina de conta PJ

Conta PJ dá acesso a serviços como cartão de crédito empresarial e máquina de cartão

A conta PJ costuma contar com cartão de crédito empresarial, acesso a empréstimos, soluções para recebimento de pagamentos e cobranças (como máquina de cartão), além de folha de pagamento de pessoal.

Por outro lado, o processo de abertura é um pouco mais trabalhoso do que o de uma conta pessoal, uma vez que mais documentos são necessários. E algumas instituições podem ter pré-requisitos específicos.

É possível transformar uma conta PF em PJ?

Normalmente não. Alguns bancos digitais até permitem que isso ocorra, mas a empresa precisa ser de sócio único, como um MEI (Microempreendedor Individual), por exemplo, que hoje tem conta PF e quer evoluir para a conta jurídica.

O que ocorre com mais frequência nos bancos, sejam digitais ou tradicionais, é que se você que já possui uma conta de pessoa física, abra outra conta para sua empresa. Nesse caso, você fica com duas contas. Isso é ainda mais comum se você possui uma empresa com mais sócios.

Mas, um detalhe importante é que se você já possui conta pessoa física no banco, torna-se muito mais fácil abrir a conta jurídica neste mesmo banco.

Diferenças entre contas PJ de banco tradicional e digital

A principal diferença que chama a atenção é que, para abrir uma conta jurídica em um banco tradicional, a burocracia é muito maior, sendo exigidos mais documentos e visita à agência. Já no banco digital, esse processo é facilitado e realizado por meio do aplicativo.

Veja algumas das principais vantagens de ter uma conta pessoa jurídica em um banco tradicional ou digital:

Conta PJ Tradicional Conta PJ Digital
  • Possível relacionamento mais próximo com o gerente
  • Maior rede nacional de caixas eletrônicos
  • Mais produtos e serviços
  • Maior credibilidade no mercado
  • Comodidade de resolver tudo pelo aplicativo
  • Pouca burocracia para abertura de conta
  • Taxas e custos menores

É importante frisar, que nem todas essas características são importantes para todos os empreendedores. Algumas pessoas não fazem questão de ter crédito disponível. Ou, ainda, preferem não ter que ir a agências para falar com gerente, e ganhar taxas mais baratas.