Depois de fazermos a análise da loja virtual Shopify, decidimos ouvir alguns empreendedores que usam essa solução para saber a opinião deles sobre a qualidade do serviço.

Um deles foi a Casa do Código (CDC), editora de livros técnicos, que têm usado a loja virtual Shopify para vender seus e-books há mais de 10 anos. Veja o que essa empresa tem a dizer sobre essa solução.

A importância da escolha certa

A Casa do Código fica na Vila Mariana, em São Paulo capital, e também comercializa livros de papel em sua loja física. Mas os e-books representam uma parte significativa de seu faturamento.

Isso porque eles são bem procurados e recebidos pelos clientes da empresa. Estes, em sua maioria, são profissionais e empresas da área de tecnologia, um público confortável com a leitura de livros digitais.

Template Shopify garante agilidade nas vendas da Casa do Código

Por outro lado, por entender do assunto, esse também é um público mais sensível a problemas técnico em ambientes virtuais. Por isso, foi tão importante para a Casa do Código encontrar uma solução que atendesse da melhor forma a esse público

Porque a loja virtual Shopify foi escolhida

Segundo Regiane Nunes, assistente comercial da Casa do Código, a escolha por essa solução foi feita pelo antigo gestor da empresa.

Este já conhecia a Shopify, e até havia criado um curso sobre ela na plataforma Alura.

Ou seja, ele tinha conhecimento amplo sobre a solução, conhecia seus pós e contras, e decidiu que esta era a ideal para a editora.

Desde então, mesmo com a mudança de gestor, a editora decidiu manter a Shopify por continuar satisfeita com ela.

“A Shopify foi a solução que melhor atendia as necessidades da CDC, por ser de fácil manuseio”, explica Regiane. “Foi feito o teste e, depois, escolhemos o plano mensal”.

Regiane Nunes - Casa do Código

Regiane Nunes, Casa do Código

Atualmente, a empresa usa o Plano Avançado, a opção de assinatura mais avançada da loja virtual Shopify.

Os pontos fracos e fortes da Shopify

Para ela, o ponto forte da Shopify é a facilidade de usar a plataforma, o que agiliza a gestão das vendas. O atendimento ao consumidor também é destaque: “Eles são sempre atenciosos. Minha experiência é bem positiva.”

Por outro, como ponto fraco, ela aponta a necessidade de conhecimentos em programação para fazer certas personalizações. Além disso, não há ferramentas direcionadas para os clientes B2B (como login específico e faturamento para 30 ou 60 dias), o que exige que eles adicionem apps de terceiros – um custo extra.

Como a empresa vende produtos digitais e não físicos, foi preciso fazer algumas adaptações ao template escolhido. Mas Regiane afirma que isso não foi complicado, pois a CDC conta com um desenvolvedor.