O Natal está chegando e você pode ainda não estar preparado para receber cartão de crédito e de débito – e, consequentemente, vender muito mais por causa disso. Ou você decidiu criar algo para vender somente durante o Natal, e não quer ter um custo fixo ou enfrentar a burocracia das máquinas de cartão tradicionais.

Então, a sua melhor alternativa é investir em uma maquininha de cartão. Estes modelos podem ser adquiridos tanto por pessoa física quanto jurídica, e são disponibilizados de forma simples e segura. E você só paga pelo que vender, então pode guardá-la para usar somente no próximo Natal.

E, como a contagem regressiva está quase finalizada, o ideal é investir em um dos leitores de cartão a seguir, pelas vantagens que vamos listar:

Para quem tem loja ou ponto comercial

Quem tem uma loja ou um ponto comercial não precisa de um produto com tanta mobilidade. Por outro lado, precisa de algo que pareça profissional, e que possa ser facilmente agregado a leitores de código de barras e impressoras.

Se este é o seu caso, invista em uma máquina de melhor qualidade, como a Moderninha Pro ou o Maquinão iZettle, capazes de suportar um maior volume de vendas.

Para quem vende na casa do cliente ou nas ruas

Já se o seu negócio exige que você vá até o seu cliente, como vendedores de cosméticos, joalheria, e outros produtos, ou se você trabalha nas ruas com food trucks, ou dirigindo um táxi, por exemplo, o ideal é que você conte com um modelo feito para você.

Entre as opções oferecidas no mercado, o iZettle Lite conta com uma bateria de excelente duração que não vai te deixar na mão durante as suas vendas. Já se você precisa receber muitos cartões, a Minizinha pode atender bem a essa expectativa de seu cliente. E se o seu negócio exige parcelamento frequente, confira quem tem a melhor taxa antes de fechar negócio.

Não tenho celular compatível e não posso comprar um. O que faço?

Neste caso, você terá que optar por um dos modelos de maquininha sem celular: a Moderninha do PagSeguro, a Mercado Pago Point I (só que esta cobra por transferência bancária) ou a Cielo Lio (esta cobra aluguel). Todas estas vêem com chip próprio de fábrica que permite conexão via Wi-Fi ou GPRS, e o custo já está embutido no preço da máquina.

Por que é melhor contar com um leitor ou maquininha de cartão?

Pelas vantagens descritas abaixo:

  • Sem taxas fixas – então você não perde dinheiro se as vendas de Natal não forem boas

  • Cadastro feito online, com envio de documentação (se preciso) por e-mail.

  • Aceitam pessoa física e jurídica, e até sem conta bancária em alguns casos

  • Podem ser usadas em qualquer lugar com conexão à internet, ótimo para quem precisa de mobilidade

Fique apenas atento aos modelos que são mais burocráticos, ou que exigem pagamento mensal de taxa de aluguel, como o Cielo Mobile e o Mobile Rede – se você ainda não sabe se o seu negócio irá decolar durante o Natal, talvez estas não sejam boas opções para você.

Quer saber mais sobre as opções disponíveis no mercado? Então leia este artigo sobre as melhores maquininhas.