O comércio eletrônico brasileiro passou por um salto de faturamento após a pandemia. Por isso, você pode estar querendo aproveitar o momento e vender na internet para fugir da crise financeira. Mas, com tanta competição e opções de produtos fica a dúvida: o que vender na loja virtual?

Para ajudar você que está começando a planejar sua loja, preparamos um guia com produtos que não exigem um alto investimento inicial e que estão em alta no e-commerce no momento. Usamos como base o relatório elaborado pela NeoTrust, que considerou as vendas online no Brasil no terceiro trimestre de 2020.

Roupas e acessórios: os mais vendidos na loja virtual

O setor de roupas e acessórios é um dos destaques do e-commerce nacional, sendo o líder em volume de vendas, com 20% de todas as compras online.

Ter uma loja virtual neste setor tem vantagens: o investimento pode ser relativamente baixo (se você revender as peças em vez de criá-las do zero), as opções de fornecedores nacionais e estrangeiros são muitas e variadas, você pode exibir suas peças em qualquer plataforma de e-commerce, a logística é fácil e a procura é sempre grande.

Loja virtual de roupas no laptop

Use fotos profissionais e inclua detalhes das roupas na loja virtual

Para melhor experiência dos consumidores, você deve ter fotos profissionais de todas as peças e especificações detalhadas do tamanho de cada uma delas. Isso evita grande parte das trocas e arrependimentos.

A maior dificuldade é concorrer com as grandes lojas já consolidadas no ramo, mas isso pode ser contornado se você focar na divulgação local e utilizar todo o potencial das redes sociais. Procure grupos da sua cidade e aproveite as interações para anunciar as peças. A dica é utilizar o Instagram, já que as fotos na plataforma constantemente servem como inspiração na moda.

Perfumaria e cosméticos: quanto mais detalhes, melhor

Se você tem familiaridade com o segmento de perfumaria e cosméticos, mesmo que seja apenas como consumidor, esta é uma das melhores ideias para uma loja virtual.

Entender sobre os produtos é crucial, já que o setor tem forte identificação com a construção de relações pessoais – pense nos vendedores porta a porta e seu público fiel. Você deverá priorizar o relacionamento com o cliente, com um site bem acessível e atendimento rápido.

Mão saindo do laptop entrega perfumes e cosméticos para mão com cartão

Venda online de perfumes e cosméticos deve lembrar relações interpessoais

O segmento é o segundo com o maior volume de vendas no país, representando 15,1% das compras. Mas, esse resultado não vem só da venda de perfumes.

A variedade de produtos é fundamental para que os visitantes do seu site se tornem clientes, já que possibilita sanar todas as necessidades na mesma página: produtos para cuidados da pele, perfumes, maquiagem.  Estes têm um investimento inicial baixo se você se estabelecer enquanto representante e podem trazer bons resultados em curto prazo.

Este é mais um caso em que os clientes devem ter acesso ao maior número de informações possível na loja virtual, já que não é possível experimentar o produto. Para conquistar os clientes, aposte em marcas conhecidas e nos produtos que utilizam ingredientes naturais. Dessa forma, diminuirá a desconfiança em relação aos itens.

Móveis: pense em trabalho remoto e em casa

Se você possui habilidades em marcenaria, esta pode ser a maior oportunidade do momento. Muitos brasileiros estão tendo novas necessidades mobiliárias, por conta do trabalho e estudo remoto e em casa (como mesas para escritório e armários organizadores). As vendas do segmento na internet no último ano foram muito altas e a tendência é que isso continue.

Entre os segmentos da lista, este é o que possui a maior chance de ter alcance nacional, desde que seus produtos tenham qualidades que atendam às necessidades atuais. Veja os tipos de móveis mais procurados e pense em que pontos você os melhoraria, pensando que a necessidade dos seus clientes, por exemplo, pode ser otimizar o espaço de casa, e não enfeitá-la.

Homem sentado em frente `amesa do computador ao lado de armário

Mesas e armários adaptados para trabalho em casa estão em alta

As fotos devem mostrar todos os ângulos da peça. Você pode exibir os projetos em sua loja virtual e, no caso de compra, fabricar a peça sob medida. Assim, o risco de perder o investimento inicial é bem mais baixo.

Mesmo sendo uma das maiores oportunidades, o segmento moveleiro também traz os maiores desafios, já que a logística é mais complicada. O fornecimento dos materiais para fabricação também deve ser bem planejado.

Para facilitar, você pode estabelecer uma parceria com uma transportadora (veja a reputação da empresa antes para não prejudicar seus clientes). E, com o passar do tempo, você pode pensar em anunciar o seu produto também nas grandes empresas do varejo virtual brasileiro, como Americanas e Mercado Luiza.

Produtos fitness: para quem entende do assunto

Se você se interessa pelos tema relacionados à vida saudável, esta é uma ótima ideia. Abrir uma loja de produtos fitness também não exige um alto investimento para quem representa marcas.

O retorno também pode ocorrer rapidamente, pois a procura por itens relacionados aos exercícios físicos aumentou na pandemia. O setor de suplementos, esportes e lazer corresponde a 6,2% das vendas virtuais do Brasil, ocupando a sexta colocação entre no quesito volume de vendas.

Você pode começar com produtos baratos, como suplementos, garrafas e pesos

Nessa categoria, entram as vitaminas, suplementos, equipamentos de ginástica e até os smartwatches para acompanhamento das atividades. Oferecer todas as variedades na mesma loja trará credibilidade para o negócio, mas aumenta o investimento inicial. Por isso, a dica é começar com os itens mais baratos, como os suplementos, que podem trazer uma boa margem de lucro, e com o passar do tempo pensar na expansão.

Você precisará ter conhecimento sobre o assunto, já que os seus clientes poderão pedir informações específicas sobre os produtos. Além disso, a concorrência é grande, então você deve se destacar nos preços e na logística. Oferecer frete grátis é uma boa opção para fidelizar seu público e a divulgação local ajuda nesse ponto, já que você poderá realizar as entregas por motoboy. Outra opção é saber mais sobre dropshipping e optar por esse modelo de  negócio.

Artesanato: foco nos artigos para casa

Se você tem habilidades artísticas ou artesanais, poderá criar uma loja virtual de artesanato. Isso já garante que seus produtos serão completamente diferentes dos da concorrência, permitindo a criação de uma loja virtual inovadora. A dica é apostar em produtos para decoração e em artigos para casa, já que estes segmentos se destacaram no e-commerce no último ano.

Dê especial atenção às fotos de seus produtos

Exiba todos os seus produtos na loja virtual através de fotos que mostrem os mínimos detalhes do produto, valorizando o seu trabalho. Em conjunto, utilize as redes sociais – principalmente o Instagram, que tem como foco a divulgação de imagens. Patrocinar a página da sua loja na plataforma pode ser uma boa ideia, já que o investimento é baixo e o retorno pode ser muito positivo.

Você não precisará criar uma loja do zero, podendo iniciar a trajetória utilizando uma plataforma de e-commerce como lojas pré-fabricadas. Isso facilita todo o processo. Se os produtos forem pequenos, a logística também será facilitada. O risco de perder o investimento também pode ser minimizado, já que você pode divulgar amostras e confeccionar apenas sob encomenda, evitando prejuízos e acumulação de estoque.

Eletrônicos e acessórios: investimento mais alto

Se você está disposto a entrar em um segmento em que a concorrência e o investimento inicial podem ser mais altos, mas as vendas são recompensadoras para os que utilizam as melhores estratégias, a dica é vender eletrônicos e acessórios.

Os setores de telefonia, informática e entretenimento são responsáveis por 42,4% de todo o faturamento do e-commerce brasileiro, mesmo correspondendo a apenas 21,9% do volume de vendas, já que o valor dos produtos é maior.

Acessórios para gamers

Você pode especializar sua loja virtual em acessórios para gamers

Estes produtos se destacam nas lojas virtuais, já que o público acostumado a comprar pela internet também é o que tem mais familiaridade com as tecnologias – as redes sociais podem ser apenas como apoio. Invista no posicionamento da sua loja virtual nos buscadores virtuais e mantenha os preços atrativos.

Ofereça frete grátis para as compras de valor mais alto, como forma de incentivar o consumo. Também é válido investir no público local, já que a compra de eletrônicos muitas vezes é feita para suprir uma urgência, o que faz com que o consumidor prefira pagar mais e receber imediatamente, com uma entrega por motoboy.

Entretanto, a venda de eletrônicos pode não ser a melhor ideia se você busca criar uma loja como forma de sair da crise, mas sim se for um empreendimento planejado em longo prazo. Se você quer entrar no ramo mesmo com pouco dinheiro para investir, pode começar com os acessórios: periféricos para computador (teclado, mouse),  acessórios para celular (capinhas, películas) e itens específicos para gamers.