O mercado de maquininhas de cartão continua aquecido, com novas marcas surgindo a cada dia. Vamos agora apresentar algumas dessas novidades para você: Mineirinha, Belluno e Taki. Todas elas não precisam de celular para funcionar, porém não revelam de antemão as suas taxas e custos.

Mineirinha: compra ou aluguel

mão segurando leitor de cartão mineirinha

A Uai Paguei deixa claro pela marca de que parte do Brasil ela veio. A sua máquina de cartão sem fio Mineirinha foi funciona via 3G (com chip próprio) ou Wi-Fi.

Você pode escolher entre comprá-la ou alugá-la, mas , é preciso ligar para a central de atendimento para saber valores e condições – o que pode ser inconveniente para algumas pessoas.

Ela vem com cartão pré-pago para que você possa receber o saldo das vendas diretamente, sem precisar de conta bancária.

A liberação das vendas no crédito à vista ou parcelado acontece de forma antecipada, em 2 dias úteis. Ela passa Visa ou Mastercard.

Belluno: sem fio, com fio e mobile

A Belluno tem três soluções: a máquina de cartão fixa, a sem fio, e o modelo mobile – além da opção TEF para grandes empresas.

A opção mobile não precisa de celular para funcionar (conexão própria via GPRS) e envia comprovante via mensagem de texto (SMS).

As vendas no débito têm saldo liberado no dia seguinte e as feita no crédito em 30 dias, mas é possível solicitar a antecipação pagando taxa extra, porém sem incorrência de IOF.

As máquinas podem ser compradas ou alugadas por meio de contato direto com a empresa, que não revela seus custos nem as bandeiras aceitas.

leitor de cartão Belluno

Belluno Mobile

Taki: app com funcionalidades extras

Máquina de cartão Taki

A máquina de cartão Taki funciona via GPRS (com chip próprio), vem com cartão pré-pago para recebimento dos saldos sem conta bancária e tem um aplicativo com algumas funções extras.

O saldo das vendas no débito é liberado no dia seguinte, e é possível antecipar os resultados das vendas no crédito à vista e parcelado – porém, é bem provável que isso signifique custos extras (e altos) para você.

Ela aceita apenas Visa e Mastercard, e permite multidomicílio bancário – o que pode ser uma vantagem para alguns empreendedores – além do recebimento automático de royalties.

No entanto, o custo da máquina bem como as taxas cobradas variam de acordo com o perfil do estabelecimento, e devem ser negociadas diretamente com a empresa.

Em resumo

As opções em máquinas de cartão acima não precisam de celular para funcionar e colocam-se como uma alternativa no mercado.

No entanto, elas deixam a desejar no quesito transparência, pois não revelam de imediato as taxas, custos fixos e outros detalhes essenciais para a tomada de decisão. Isto força um contato telefônico ou pessoal, o que não é conveniente em muitos casos e pode te deixa incerto sobre a credibilidade da empresa.

Além disso, elas aceitam apenas Visa e Mastercard – ou seja, uma seleção bem mais limitada do que a oferecida pela máquina de cartão Stone. Desta forma, sugerimos que, caso você se interesse por alguma delas, que você avalie-as com muito cuidado antes de fechar negócio.

Buscando por outras alternativas em máquinas de cartão sem celular?