Tudo o que é novo passa por algumas mudanças ao longo do seu período de aquisição e adaptação. Isso também acontece com produtos como o leitor de cartão para celular ou tablet, o qual hoje está tendo sua nomenclatura substituída aos poucos por outros termos, tais como máquina móvel de cartão e maquininha de cartão.

Mas, qual deles é o termo correto?

Máquina de cartão: a mais tradicional

Tradicionalmente, “máquina de cartão” era o termo usado apenas para aqueles aparelhos fixos ou móveis que você encontra em qualquer loja ou prestador de serviços.

Seu processo de aquisição e manutenção costumava ser caro e burocrático – mas tem melhorado muito neste sentido, tanto pela demanda de mercado quanto pela pressão criada pelos leitores de cartão para celular e pelas maquininhas sem celular.

Desta forma, elas costumam ser ideais para empresas de médio e grande porte, com pontos de venda fixos ou grande volume de entregas, além de uma equipe de apoio qualificada para negociar com bancos e agentes das operadoras de cartão de crédito.

Leitor de cartão: modelo para celular

Este termo  foi o primeiro a ser usado para identificar o aparelho capaz de receber cartão de crédito e débito em qualquer lugar via conexão com celular (como este da SumUp ao lado).

SumUp Top com cartão

“Leitor de cartão para celular”, ou, na sua versão mais longa, “leitor móvel de cartão para celular ou tablet” vem da tradução direta do termo em inglês, “mobile card reader”.

E esta nomenclatura foi criada com o objetivo de deixar mais evidentes algumas características essenciais desse aparelho, conforme a seguir:

  • Não é uma máquina de cartão tradicional, aquelas fixas que ficam ao lado do caixa de pagamento das lojas

  • É móvel, ou seja, pode ser levada com o vendedor para qualquer lugar

  • Tem como função permitir o recebimento de pagamento via cartão de plástico

  • Depende do celular ou tablet para funcionar, pois é ele quem armazena o aplicativo e viabiliza o acesso à internet

Assim, fica claro que o leitor de cartão é a solução mais interesante para o micro e pequeno empresário, ou  para autônomos, como vendedores porta-a-porta de cosméticos como Natura, joalheira, roupas e outros. E são muitas as opções de leitores disponíveis no mercado brasileiro.

No entanto, esse título parece que não caiu muito no gosto popular e outros nomes começaram a aparecer, como os seguintes:

Mão segurando máquina de cartçao móvel enquanto outra segura cartão

Máquina móvel de cartão: o mais confuso

Algumas pessoas costumam chamar o leitor de cartão de máquina móvel de cartão. E isso faz sentido a princípio, já este aparelho faz tudo o que a máquina fixa faz, só que é móvel.

No entanto, já existe outro aparelho que usa esse mesmo nome. São aquelas máquinas tradicionais menores de cartão, que vão até a sua mesa no bar ou restaurante (imagem acima). Elas são chamadas de móveis porque não estão presas ao caixa.

Assim, chamar um leitor de cartão de máquina móvel de cartão pode criar confusão. E se você contatar uma empresa como a Cielo ou Rede, a qual oferece ambos os produtos, o atendimento pode levar um tempo para entender qual solução você está procurando no fim das contas.

Fica claro, então, que as máquinas móveis de cartão não são soluções independentes, e que eles devem ser buscadas por quem precisa de um dispositivo que se movimente dentro do seu ponto de venda fixo.

Maquininha de cartão: solução com ou sem celular

Com o avanço da tecnologia móvel voltada para o recebimento de cartão de crédito, outro nome começou a ser usado: maquininha de cartão.

Moderninha Wifi

O termo foi primeiro utilizado pelo PagSeguro para diferenciar as suas Moderninhas de seus seus outros leitores de cartão.

Via de regra, essa solução tem como diferencial o fato de funcionar sem a presença de um celular ou tablet, pois vem de fábrica com o seu próprio chip e pacote de dados o que a torna-se ainda mais parecida com a máquina fixa de cartão.

E, por conta desse pioneirismo, é possível inclusive encontrar gente buscando pela “moderninha da Cielo”, por exemplo, algo completamente errado, já que Moderninha é uma marca registrada e exclusiva do PagSeguro.

Atualmente, existem muitas outras empresas neste segmento sem celular, por conta da crescente procura por algo que não dependa de aparelho compatível.

Conclusão

Apesar daquilo que explicamos acima, fato é que vendedores têm chamado esses aparelhos de várias formas. E, como trata-se de um produto realativamente novo, isso é natural. Até mesmo as empresas fornecedoras já começaram a adotar outros termos para facilitar o reconnhecimento do seu produto.

Assim, fique atento à descrição do produto quando quiser encontrar as melhores maquininhas para celular, de forma a identificar corretamente qual deles você estará levando para o seu empreendimento ou negócio.