Agora já é possível oferecer ao seu cliente o crediário para parcelamento de compras diretamente pelo cartão de crédito na máquina de cartão.

Este tipo de financiamento é oferecido pelo próprio emissor do cartão (banco), e permite que o empreendedor ofereça possibilitando prazos mais longos de parcelamento aos seus clientes e e o empreendedor recebe o valor da venda em até cinco dias.

Veja a seguir como isso funciona.

Crediário na máquina expande parcelamento

Antes, havia apenas a opção de venda parcelada, a qual era responsável por cerca de 50% de toda movimentação realizada por cartão de crédito no país.

Nesta opção, o financiamento é estabelecido pela loja em até 12 vezes,  e o prazo de recebimento do saldo da venda depende do acordo entre o empreendedor e a operadora da máquina de cartão ou do cartão de crédito.

Agora, o prazo e as condições de parcelamento diretamente são oferecidos pelo emissor do cartão ou pela operadora da máquina,  o que possibilita parcelamentos mais longos, em até 48 vezes. E o saldo pode estar em suas mãos em até 5 dias.

Ainda assim, continua sendo possível fazer a diferenciação de preço de acordo com o prazo de pagamento. Estes e outros padrões do crediário foram definidos pela Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Como habilitar essa forma de pagamento

Para habilitar esta opção de pagamento, é necessário contatar a agência bancária de relacionamento ou a empresa fornecedora da máquina de cartão.

Até o momento, este tipo de crediário já é oferecido pelos seguintes principais bancos e empresas de máquinas de cartões:

  • Bancos: Bradesco, Banco do Brasil (BB), Votorantim, Itaú, Santander, Carrefour, Caixa

  • Máquinas: Cielo, Rede, Getnet

O banco Porto Seguro e a operadora de máquina Global Payments também devem disponibilizar essa forma de pagamento em breve, e outras são esperadas para o ano seguinte.

No entanto, apenas as máquinas de cartão tradicionais podem aceitar crediário, por enquanto – ou seja, não é possível aceitar crediário em maquininhas, pelo menos por enquanto.

Cielo ou Rede: veja quem tem a melhor máquina de cartão tradicional

Quanto custa oferecer crediário

A taxa de juros aplicada mensalmente muda conforme cada instituição. Para até 24 parcelas, o banco Bradesco, por exemplo cobra de 0,99% a 3,99% ao mês, o  banco Itaú tem taxas de 0,9% a 3,9% ao mês.

mão entregando cartão de crédito para oura maão segurando máquina de cartão

Crediário na máquina acontece da mesma forma que parcelamento comum

Ao contratar essa forma de pagamento, é importante que você conheça e entenda bem as taxas envolvidas, para poder deixar essa informação clara para o cliente.

Mas, de modo geral, as taxas de juros referentes ao atraso de pagamento são bem inferiores às cobradas pelos cartões de crédito. Enquanto as operadoras de cartão cobram em média 235% de juros ao ano e o cheque especial chega a 160%, o crediário consegue se sustentar com uma taxa anual em torno dos 73%.

Novidade traz vantagens para o empreendedor

Esta nova opção de pagamento traz diversas vantagens para você, empreendedor. Você poderá, por exemplo:

  • Oferecer mais uma opção de parcelamento por meio do cartão aos seus clientes

  • Financiar seus produtos em prazos maiores, até 48 parcelas – o que pode ser interessante se você vende produtos de maior valor aquisitivo

  • Poderá receber à vista o valor da venda parcelada, o que garante maior volume de capital de giro no curto prazo

É possível simular o crediário na máquina de cartão, o que torna o financiamento mais prático e seguro.

E se o cliente estranhar o crediário na máquina?

É preciso deixar claro para o cliente a diferença entre o parcelamento com ou sem juros, e o crediário no cartão. A funcionalidade de simulação do crediário na máquina vai ajudar você a esclarecer as diferenças entre as opções de financiamento.

Você vai encontrar uma função Crediário na máquina Cielo, por exemplo. Na tela da máquina, são exibidas todas as informações necessárias para ajudar o seu cliente a tomar uma decisão, como valor da compra, quantidade de parcelas, IOF, taxa de juros mensal, taxa de juros anual, custo efetivo total e o valor total do financiamento.

Após a análise dessas informações, se o cliente decidir contratar o crediário, será preciso digitar a senha do cartão para formalizar a contratação. Feita a validação, o cliente recebe o comprovante impresso, com o seguinte detalhamento da operação realizada:

  • Dados pessoais: nome, CNPJ e cidade do estabelecimento comercial

  • Dados da compra: valor da compra total, quantidade de parcelas, valor por parcela, data e horário da transação

  • Custos: IOF, valor das parcelas, encargo mensal, custo efetivo total anual

  • Dados do cartão: valor total, bandeira e quatro últimos dígitos do cartão, data e horário da transação

O novo crediário substitui o parcelamento sem juros?

Não. O parcelamento sem juros continua existindo, e esta nova opção de crediário é apenas mais uma forma de pagamento que você pode oferecer ao seu cliente.

Getnet: veja os prós e contras das máquinas do banco Santander